• 25/06/2018
  • Kazuo
  • Classics

Vinnie Paul (Pantera, Hellyeah): descanse em paz!

Na madrugada da última sexta-feira 22 de junho para sábado, a imprensa internacional confirmou morte do baterista Vinnie Paul, membro fundador do texano (e atualmente inativo Pantera) e integrante do norte-americano Hellyeah. Nascido em 11 de março de 1964, Vinnie Paul Abbott tinha 54 anos.

Vinnie Paul (Foto: reprodução)

Vinnie Paul foi encontrado morto em sua casa em Las Vegas (EUA) e no último domingo (24 de junho) foi constatada morte do baterista durante o sono, devido a um ataque cardíaco fulminante. Desde a década passada Vinnie integrava do Hellyeah, que elenca cinco álbuns em sua discografia, o último “Undeniable” de 2016.

O passado e a carreira

Vinnie Paul ganhou notoriedade a partir do fim dos anos 1980, junto ao Pantera, banda fundada com seu irmão, também já falecido, “Dimebag” Darrell Abbott (guitarra). Após quatro álbuns renegados de forma oficial pelo conjunto, o Pantera passou a obter grande receptividade comercial mundial graças a “Cowboys From Hell”, lançado em 1990.

Hoje o Pantera é creditado enquanto um dos precursores do groove metal e sua carreira perdurou até o início dos anos 2000, nesse meio tempo dando origem aos seus quatro últimos álbuns de estúdio, dentre eles os hoje clássicos “Vulgar Display of Power” (1992) e “Far Beyond Driven” (1994).

O Pantera se desfez por divergências internas entre os irmãos Abbott e sua outra metade, Phil Anselmo (voz, Down, Superjoint) e Rex Brown (baixo, ex-Down, Crowbar) pouco depois dos atentados de 11 de setembro de 2001. A banda foi dissolvida no auge de sua receptividade.

Vinnie e Dimebag fundaram o Damageplan, que lançou um único álbum, o aclamado “New Found Power” (2004). Musicalmente o Damageplan dava prosseguimento ao projeto sonoro do Pantera. Seu line up tinha o vocalista/guitarrista Patrick Lachman (ex-Halford) e o álbum de estreia elencava participações especiais de Corey Taylor (Slipknot), Zakk Wylde e Jerry Cantrell (Alice in Chains).

Com o álbum lançado em fevereiro de 2004, a carreira do Damageplan cessou em dezembro daquele ano, após Dimebag Darrell ser morto a tiros durante um show. O Assassino era um antigo fã do Pantera diagnosticado com problemas psicológicos. O assassino vitimou fatalmente mais três pessoas e acabou morto pela polícia.

Vinnie Paul retornaria à cena por volta de 2006, já com o Hellyeah. A relação entre Vinnie e seus antigos companheiros de Pantera, Phil Anselmo e Rex Brown era controversa. Vinnie acusava os ex-companheiros de terem arruinado a trajetória do Pantera e de forma pouco lúcida, responsabilizava Phil pela morte do irmão.

Além de baterista exímio e influente na cena heavy metal mundial, Vinnie Paul era compositor e produtor. O músico assumiu a engenharia sonora de seus trabalhos a partir de “Reinventing the Steel” (2000), último álbum do Pantera. Assinou também a produção do álbum único do Damageplan e dos três primeiros registros do Hellyeah.

Vinnie Paul: 1964 – 2018 – descanse em paz!

+ Vinnie Paul

Para ler sobre os 25 anos de “Cowboys From Hell”  do Pantera clique aqui!

Relembre o vídeo de “I’m Broken” do Pantera

- Siga o Playback FC no Twitter @PlaybackFC

Comentários